San Francisco – Big Sur: a costa cênica até LA

Decidimos ir à Big Sur ao ver as fotos maravilhosas da região e a icônica ponte que esta em alguns filmes e jogos.

SAM_1053

Rota 1

Saímos da Bay área em direção a Rota 1, interessante é que não há uma limitação bem definida do que é BigSur, fizemos o caminho da rota 1 até o Pfeiffer Beach park, queríamos ver o mar, porém há serras e alguns campos que fazem parte da região e são protegidos pelo governo.

Digirir nesses lugares cênicos é maravilhoso, vale a pena alugar um carro só para esse trecho se você não gostar de digirir nas férias.

O parceiro aqui do blog o Rent Cars além de sempre oferecer os melhores preços você paga em real, não paga iof e pode dividir ainda! Eu economizei muito com eles e clicando aqui você terá 5% de desconto.

Big Sur

Quando pegamos a rota, de repente acabou a cidade, o tráfego intenso e só tinha mar, céu azul e alguns morros e pastos! Incrível e diferente da agitação de San Francisco.

bigsur2
Do outro areia e mar.

Bixby Creek Bridge

Primeira parada que fizemos foi na Bixby Creek Bridge, a ponte liga a serra e além de ser linda desperta a curiosidade de como foi feita e como se mantem ali desde 1932. A vista da praia é maravilhosa.

SAM_1042

Pare e tire algumas fotos que com certeza vão ser lindas. (110 m de comprimento e 218 de altura. Fica a 21km de Carmel na Rota 1).

DCIM100GOPROGOPR1698.JPG

A estrada é bem sinuosa e em muitos trechos há apenas uma pista para cada sentido e mesmo assim muito mais fácil de dirigir que nas estradinhas da Itália rsrs

bigsur5

 

Pfeiffer Beach Park

Nosso destino era o Pfeiffer Beach no Pfeiffer Park, a entrada do parque é paga e limitada.

SAM_1059

Acredito que durante o verão seja preciso agendar a visita e chegar bem cedo para entrar. Pagamos 10 dolares e há uma “estrutura” com banheiros (aqueles buracos no chão ou shit holes), algumas mesas e lixeiras.

DCIM100GOPROGOPR1716.JPG

Andamos um pouco, uns 2 minutos até ver o mar! E que vista! É realmente muito bonito!

Um pequeno riacho deságua na praia e logo há umas rochas por onde a água entra… impossível descrever.

DCIM100GOPROGOPR1718.JPG

Há uma parte onde o mar ficava menos agitado de um lado e do outro lado a arrebentação normal.

Andamos pela areia cerca de 1,5km até chegarmos numa entrada para a floresta onde havia outro riacho.

DCIM100GOPROGOPR1762.JPG

Infelizmente não levei biquíni, era inverno, mas me arrependi de mesmo com o frio não entrar no mar. Como não nadei na Big Sur ainda, não sei!

SAM_1070

Voltamos para a base do parque e comemos um lanche que levamos, durante a maior parte da estrada não há postos ou locais para parar e dentro do parque também não há nada para comprar. 

SAM_1066
Areia colorida

Carmel e Monterrey

Começamos o caminho de volta, próxima parada Carmel.

starbuck bigsur
Cafezinho…

Cidadizinha pequena e com muitas casas lindíssimas, Carmel by the Sea tem uma praia fantástica com dunas e areia clara.

DCIM100GOPROGOPR1825.JPG

A praia estava cheia, muita gente caminhando e alguns surfistas.

DCIM100GOPROGOPR1810.JPG

Voltamos para estrada, só uma parada rapidinha porque precisávamos abastecer e comer alguma coisa. Paramos em Monterrey.

DCIM100GOPROGOPR1844.JPG

Na cidade fica o Monterrey Aquarium, super famoso e até serviu de locação para alguns filmes de Hollywood. O aquário fica em Pacifc Grove.

SAM_1123

Estava fechado quando chegamos, contudo se você quiser mais informações visite o site oficial do Áquario.

Andamos um pouco pela cidade e precisávamos voltar, apesar de tentarmos sair cedo pegamos trânsito pesado na estrada.

DCIM100GOPROGOPR1787.JPG

Por sorte chegamos cedo em casa e arrumamos todas as malas, era nosso último dia na cidade, só que a gente achou que ainda faltava mais um! hahahah rindo de nervoso.

Na manhã seguinte saímos de casa, pegamos muito trânsito na ponte do pedágio e ao pagar o google nos lembrou que nosso voo saia de Oakland naquela tarde!

SAM_1131
A tranquilade no olhar de quem nem sabia que perderia o voo.

Corremos de volta para a casa, ainda bem que tínhamos algum tempo e fomos para o aeroporto.

Shake Shack

Pior era que iríamos passar praticamente a madrugada no aeroporto de LA! Então resolvemos comer mais fastfood (why not?). Experimentei o famoso Shake Shack.

shake shack camila latorre blog

Foi caro, dentro do aeroporto de LA cada hamburguer simples custou 8,95 mais as taxas e nem achei lá grandes coisas! Será que era por ser aeroporto? Se você já comeu Shake Shack me conta aqui nos comentários se foi isso tudo mesmo que se fala por aí.

Já viajamos muitas vezes, com fuso horários loucos e escala pior e nunca havíamos confundido os dias. Por isso é fundamental marcar os voos e detalhes na agenda ou aplicativo do celular. Fomos salvos pelo Google Agenda.

Nem sei o que ia fazer para voltar para casa!

Até o próximo post.

2 Replies to “San Francisco – Big Sur: a costa cênica até LA”

Deixe uma resposta