O frio aumentou após a chuva do dia anterior, mas nada nos desanimaria de conhecer o palácio Changdeokgung e o Jardim Secreto e nos premiar com: Lagosta!

Você pode curtir o vlog aqui:

http://https://youtu.be/ecgf7iAdGlU

Tomamos o rumo contrário dos dias anteriores para conhecer o Palacio Changdeokgung. Próxima à entrada do castelo havia uma Starbucks e o frio pedia um café bem quentinho. A entrada havia fila para a compra dos tickets, e como possuímos o passe entramos praticamente antes de todos.

SAM_0280-300x169

O palácio Changdeokgung foi construído no século XV, queimado durante uma invasão japonesa e reconstruído em 1592.

Changdeokgung-camila-latorre-blog-300x169

O local foi a moradia oficial dos reis e rainhas e o jardim era seu ponto de descanso e contemplação. O complexo é um dos momentos reconhecidos com patrimônio da humanidade da Unesco.

20171111_092334-300x225

sala do trono

 

O complexo de palácios foi constantemente ampliado e o roteiro da visita começa no salão  principal, passamos pelo Jardim e descemos por Gyeonghunjeon e Hwangyeongjeon, onde viviam as rainhas regente e as anteriores, respectivamente.

SAM_0357-300x225

O Jardim Secreto é uma atração a parte e tivemos que acompanhar uma guia pelo local (até então os outros locais podíamos andar livremente). O lugar é magico!

20171111_103245-300x225

Algumas árvores estão lá a mais de 300 anos. Era um local para estudos dos príncipes e do rei.

SAM_0291-300x225

O próprio rei cultivava algumas plantas e arroz no jardim, que também possui um espaço para meditação.

SAM_0296-300x225

Você pode consultar os horários para entrada, que variam de acordo com a época do ano, visitas guiadas e preços nesse link.

SAM_0265-300x225

 

Saímos morrendo de fome e, para variar, quis experimentar essa batatinha espiral que vimos bastante pela cidade, parecia ser mais gostosa do que realmente era, pois estava gelada.

20171111_135755-225x300

Pegamos um ônibus 720 e fomos em direção ao palácio Deoksugung, neste há também o portão Daehanmun aonde vimos à troca de guarda no primeiro dia na cidade.

20171111_150249-300x225

Deoksugung era inicialmente a casa do irmão do rei Seongjong e durante muitos anos houve mudanças em seu status de local oficial e não oficial, assim há algumas construções modernas dentro da área do palácio, como o museu de arte de Seul.

SAM_0363-300x225

Sino do sec. XV

20171111_040814-300x225

vista do palácio pelo portão interno

portao-Daehanmun-300x200

usei fotos da internet por motivos de manifestação pró Trump

A troca de guardas acontece no portão Daehanmun, exceto as segundas, nesses horários: 11:00-11:40 / 14:00-14:40 / 15:30-16:30.

Na saída, o portão estava tomado por pessoas protestando sobre algo que não identificamos, apenas que apoiavam o Donald Trump (buuuuh). Ganhamos balinha de uma das manifestantes e do outro lado da rua, separados pela policia, uma passeata, com muito mais pessoas que a pró-Trump. Tudo em paz e tranquilo.

20171111_151941-225x300

Andamos até Meyongdong e dessa vez as ruas já estavam mais cheias e com vendedores de comidinhas gostosas. Vejam que uma comida bem cara aqui no Brasil, a lagosta, é vendida na barriquinha da rua!

20171111_050502-225x300

Eu que nunca havia comido lagosta aproveitei! Que delícia, eles passam manteiga, jogam queijo por cima e colocam num churrasqueira; ficou muito gostoso e custou 15 mil won, não é baratinho, mas bem mais em conta que no Brasil.

20171111_052515-225x300

Myeongdong foi o melhor local de Seul para fazer câmbio, os preços bem melhores que os do aeroporto e que os bancos que olhamos nos dias anteriores. Só tenha cuidado de levar aquelas canetas que testam notas falsas. Comprei a minha na Kalunga, mas é fácil de achar.

20171111_164909-300x225

Andamos por ali e sem esperar muito encontramos uma lojinha, o cheiro que vinha era maravilhoso, havia uma fila enorme na porta e claro que tivemos que olhar. Era uma lojinha de pão! Sem brincadeira, o melhor pão que já comi na vida!

20171111_164912-300x225

O pão tinha uma massa muito fofa, tanto doce quanto salgado, eram gostosos e baratos! Cada pão que devia ter uns 400gr e custavam 2,900 won. Claro que, depois de provarmos (o primeiro foi de blueberry), todos os dias íamos lá comprar mais.

20171111_191838-225x300

bancos em forma de malas

20171111_192027-225x300

claro que ainda comi um peixinho recheado de nutella rsrs

Mais tarde voltamos para o Cheonggyecheon, pois acontecia o Festival das Lâmpadas e também podíamos ver as decorações das olimpíadas de inverno que acontecerão na Coréia em fevereiro de 2018.

20171111_083629-225x300

 

As margens eram pequenas para tantas pessoas e mesmo com o frio, crianças e idosos aproveitavam a comemoração.

20171111_092529-1-225x300

Acreditem é algodão-doce

Você comprava a vela e ela vinha com uma dobradura de papel em formato de flor onde se podia escrever uma mensagem e pedir coisas boas, depois era só deixar no rio. Muito bonito!

20171111_091212-225x300

Continuamos com fome mesmo após o pão, então fomos em direção a Insadong comer o famoso frango frito coreano, que nos diziam ser melhor que do KFC. O restaurante estava bem cheio, muitos jovens comendo e bebendo cerveja. Achei gostoso, um pouco mais leve que o KFC realmente, mas nada que se diga: “nossa melhor da vida!”.

20171111_204926-225x300

Finalmente pegamos o ônibus numero 9 para casa descansar e lavar roupas rsrs.

Me diz aqui nos comentários se você já ficou com muita expectativa numa coisa e depois achou comum… sempre acontece né!

 

 

pinit_fg_en_rect_red_28