As comidas e bebidas portuguesas, principalmente para nós brasileiros é a mais familiar, a que eu acredito que tem maior chance de agradar o paladar.

A culinária portuguesa é sem dúvida uma das mais famosas do mundo.

Chegamos em Lisboa em dezembro, e a cidade já estava pronta para o natal, aproveitando que havia feiras de natal e que andava muito todos os dias a tarefa de comer por aí ficou fácil.

A primeira experiência foi com o bolinho de bacalhau, lá conhecido como pastel de bacalhau (se você pedir bolinhos de bacalhau eles entendem também).

Os bolinhos que compramos era recheado com queijo da Serra da Estrela, famoso e delicioso.

Que bolinho bom esse cara! Uma lojinha bem parecida com as que temos no Rio, com azulejos e balcão.

O nome da loja é Pastelaria Camões fica na Rua do Loreto 63 /65, bem próximo da Praça Luis de Camões.

SAM_1272-1-1024x768

Depois fomos à Manteigaria, que uma doceria famosa também por seus pastéis de nata que rivalizam com os de Belém. Achei delicioso.

SAM_1273-1024x768

Fica na Travessa Carvalho 27/29, no Cais de Sodré.

Comemos muitas vezes no Mercado da Baixa que era bem no ponto que nosso ônibus parava, eram muitas comidas portuguesas gostosas e até de outros países.

SAM_1351-1024x768

Comemos uns sanduiches num pão delicioso com queijo da Serra da Estrela e presunto cru. Muito bom mesmo, comemos dois dias seguidos.

20181214_180832-1024x768

Ah! Nesse dia também tomei o “quentão” deles, vinho quente com algumas especiarias. Delícia, mas estou muito fraca para beber e parece que quente é pior ainda hehehe

O que é ir para Lisboa e não comer bacalhau?

Um dos nossos almoços provamos o Bacalhau à Bras. O prato é feito com bacalhau desfiado ou em lascas, batata palha caseira e ovos. Vou deixar uma receita aqui.

P_20181214_150008-1024x768

Delicioso, num restaurante super simples, já era mais de 14 horas e nos serviram muito bem.

Acompanhava salada e de entrada algumas azeitonas (amargas, não agradaram o marido) e uns pães bem fresquinhos. Foi 12 euros e nós dois comemos bem.

Não achei eles no Google maps e não perguntei o nome… me odeio por isso. Mas provem o bacalhau à Brás, costumam servi-lo como entrada, contudo foi suficiente como almoço no dia.

Uma bebida bem famosa de Portugal é a Ginjinha. Ginjinha é uma cachaça de Ginja, que é uma cereja portuguesa.

P_20181214_172603-e1568872017940-768x1024

Fomos no lugar mais tradicional, A Ginjinha fica no Largo São Domingos. Bem próximo à rua Augusta e região.

Delícia! Não gostei de comer a cerejinha, mas vale provar. É bem alcoólica rsrs

Padarias lindíssimas por toda a rua Augusta. Não sabíamos qual escolher. Escolhemos “A Padaria Portuguesa”, que apesar de estar na rua mais movimentada, não era tão cara e fechava mais cedo (às 20 horas).

SAM_1266-1024x768

Pedimos a Pata de Veado, que é um tipo de rocambole bem gostoso. Estava bem fofinho rsrs

No mercado de Natal resolvemos pedir uma Bifana rsrs que é um pão com bife de carne de porco dentro. Meio seco, mas estava gostoso.

P_20181215_181946-1024x768

E por último deixei a Pastelaria de Belém. A tradicional, dona da receita original e com toda certeza o pastel de nata mais gostoso que já comi na vida.

P_20181213_105448-e1568872403253-768x1024

Não à toa seu nome comumente é usado para dar nome ao doce. Pastéis de Belém. A pastelaria fica na R. de Belém 84-92 em frente aos pontos de bonde e ônibus.

Saí de Portugal com vontade de voltar, comer mais e com certeza ir à Pastelaria de Belém novamente rsrs.

Se você ama comer e comer comida boa, Portugal tem muito à oferecer.

Saiba mais sobre programas e passeio em Lisboa clicando aqui.

Até o próximo post.

pinit_fg_en_rect_red_28